“TUB renovam frota com 32 autocarros num investimento de 10 milhões de euros”

“Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) vão poder renovar a frota com mais 32 novos autocarros, num investimento superior a 10 milhões de euros. A informação foi transmitida aos TUB e à Câmara Municipal de Braga pelos responsáveis do Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), que consideram tratar-se de uma «excelente notícia para Braga». De facto, a renovação da frota vai ser possível graças à aceitação da candidatura submetida, em outubro de 2018, ao programa para a aquisição de veículos eficientes e eco- -sustentáveis. Um programa que se enquadra na estratégia definida pelos TUB, a qual pretende contribuir para a descarbonização da cidade de Braga.

De acordo com um comunicado dos TUB, enviado ao Diário do Minho, o investimento total da operação é superior a 10 milhões de euros e conta com uma comparticipação do Fundo de Coesão em cerca de 3,6 milhões. Por outro lado, a renovação da frota representa um investimento de cerca de 6,7 milhões de euros da parte dos TUB. «Vai permitir a aquisição de 32 autocarros com superior eficiência e eco-sustentabilidade, assegurando os melhores níveis de sustentabilidade e performance ambiental dos serviços prestados no transportecoletivo de passageiros em Braga».

A nota de imprensa expecifica que o POSEUR financia o diferencial entre o custo de um veículo a diesel normal e o valor de um veículo ambientalmente mais eficaz, ou seja, os veículos elétricos e as viaturas a gás natural.

O cofinanciamento associado aos 7 autocarros elétricos correspondeu a uma taxa de cofinanciamento de 76,82%; enquanto que o cofinanciamento associado aos 25 autocarros movidos a Gás Natural Comprimido (GNC) e aos restantes investimentos, designadamente as infraestruturas, correspondeu a uma taxa de cofinanciamento de 85%.

A classificação final obtida no apuramento da operação promovida pelos TUB foi de 3,8 o que correspondeu a uma pontuação de mérito superior ao exigido no Aviso, e que estava fixada em 2,5», pode ler-se no texto.

Vai ter estação de abastecimento

Os TUB e a Câmara Municipal de Braga congratulam- se com a aprovação desta candidatura que, para além do investimento na aquisição de autocarros com melhor performance ambiental, inclui também a realização de um investimento em infraestruturas, designadamente a implementação de uma estação de abastecimento de gás natural comprimido e a instalação de novos postos de carregamento dos veículos elétricos.

Segundo Teotónio Santos, administrador dos TUB, a estação vai ser construída dentro das instalações dos TUB.”

«Esta é uma excelente notícia para os TUB e para os bracarenses»

“O administrador executivo dos TUB congratulou-se com a decisão do POSEUR, uma vez que a aprovação desta candidatura vai trazer muitas vantagens para a empresa e para os utentes. Por isso, em declarações ao Diário do Minho, Teotónio Santos considerou que «esta é uma excelente notícia para os TUB, para os bracarenses e para a cidade».

Este responsável recordou que, com este investimento, os TUB prosseguem rumo à concretização dos objetivos esperados até 2020, entre os quais se destacam para além dos óbvios ganhos ambientais, a redução da idade média da frota de autocarros,”

“Diminuir a sinistralidade
«O objetivo dos TUB não é apenas reter os atuais clientes, mas também captar novos clientes pelo que estes 32 novos autocarros representam uma grande oportunidade de continuar a aumentar a atratividade e a qualidade do serviço prestado aos bracarenses, continuar a melhorar a fiabilidade, reduzir a sinistralidade, reduzir a utilização do transporte individual e de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos», sinalizou.

Segundo Teotónio Santos, os TUB têm dois anos para concretizar este investimento e melhorar o atendimento aos utentes, «uma das principais preocupações » da empresa municipal de transportes públicos de Braga.”

in Diário do Minho, 05/02/2019 #recortesdeimprensa #tub #mobilidade #sustentável

“TUB vai adquirir 32 novos autocarros”

“DEZ MILHÕES DE EUROS vão ser investidos para renovar a frota dos Transportes Urbanos de Braga. Candidatura foi aprovada pelo Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).”

“A candidatura para a renovação da frota de veículos de serviço público dos Transportes Urbanos de Braga (TUB) foi aprovada pelo Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

A candidatura, submetida em Outubro de 2018 ao 2.º aviso do programa para a aquisição de veículos eficientes e eco sustentáveis, enquadra-se na estratégia definida pela empresa municipal, a qual pretende contribuir para a descarbonização da cidade.

O investimento total da operação, que globalmente ascenderá aproximadamente os 10 milhões de euros, contará com uma comparticipação do Fundo de Coesão em cerca de 3,6 milhões de euros e que permitirá a aquisição de 32 autocarros com superior eficiência e eco sustentabilidade, assegurando os melhores níveis de sustentabilidade e performance ambiental dos serviços prestados no transporte colectivo de passageiros no concelho de Braga.

Nesta candidatura, para além do investimento na aquisição de autocarros com melhor performance ambiental, inclui também a realização de um investimento em infra-estruturas, designadamente a implementação de uma estação de abastecimento de GNC e a instalação de novos postos de carregamento dos veículos eléctricos.

O POSEUR financia o diferencial entre o custo de um veículo a diesel normal e o valor de um veículo ambientalmente mais eficaz, ou seja, os veículos eléctricos e as viaturas a gás natural.

O co-financiamento associado aos sete autocarros eléctricos correspondeu a uma taxa de cofinanciamento de 76,82%, enquanto o co-financiamento associado aos 25 autocarros movidos a GNC e aos restantes investimentos, designadamente as infra-estruturas, correspondeu a uma taxa de co-financiamento de 85%.

Assim, os TUB seguem rumo à concretização dos objectivos esperados até 2020, entre os quais se destacam para além dos óbvios ganhos ambientais, a redução da idade média da frota de autocarros, actualmente nos 18 anos, e a possibilidade de continuar a promover de forma eficiente a mobilidade sustentável no concelho.

O objectivo a empresa de transporte público não é apenas reter os actuais clientes, mas também captar novos clientes pelo que estes 32 novos autocarros representam uma grande oportunidade de continuar a aumentar a atractividade e a qualidade do serviço prestado aos bracarenses, continuar a melhorar a fiabilidade, reduzir a sinistralidade, reduzir a utilização do transporte individual e de melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.”

in Correio do Minho, 05/02/2019 #recortesdeimprensa #tub #mobilidade #sustentável