“PS acusa presidente da câmara de fazer “propaganda” com TUB”

10712400_787707437961918_7540195755862280039_o


“COMISSÃO Política Concelhia do PS desvaloriza redução do valor do contrato-programa entre a câmara e os TUB para 2015.”

“A comissão política concelhia do Partido Socialista acusou o presidente da câmara de Braga de fazer “propaganda” e de “faltar à verdade” quando afirmou que a descida do valor do contrato- programa dos Transportes Urbanos de Braga (TUB) para 2015 em 156 mil euros se deve à melhoria do desempenho económico desta empresa municipal. Em comunicado, os dirigentes socialistas consideram que “Ricardo Rio esqueceu-se de dizer que, desde que assumiu o executivo, aumentou o valor do contrato-programa dos TUB em mais de 600 mil euros, pelo que a redução agora referida continua a representar um aumento significo relativamente ao último contrato-programa celebrado pelo executivo socialista para 2013”.

O PS afirma que, “mesmo com a redução” do valor do contrato-programa de 2015, os TUB “estão a receber mais 450 mil euros por ano do que em 2013”, destacando que a transportadora municipal apresenta “uma previsão de resultado líquido negativo de 185 603 euros”.

No mesmo comunicado, a comissão política do PS lembra que, “entre 2010 e 2013, apenas em 2013” os TUB “apresentaram resultados negativos”, que a actual administração justificou com a alteração do Orçamento de Estado relativamente ao pagamento integral dos subsídios de férias e de Natal aos funcionários públicos.

Em resposta às declarações do presidente da câmara sobre os documentos de gestão dos TUB para 2015, os dirigentes do PS estranham a previsão de resultados negativos “perante o aumento considerável das duas fontes de receita da empresa em relação aos últimos anos”, ou seja, a indemnização compensatória do município e a prestação de serviços. O PS contesta igualmente que os TUB tenham registado, em 2014, pela primeira vez nos últimos anos, um aumento do número de utentes, argumentando que a empresa teve, em 2011, “um aumento de procura de 4,93%”, um dado que “é público e faz parte dos documentos da empresa”.

Os dirigentes do PS reconhecem como “boa notícia” o aumento de passageiros este ano, “sendo certo que não seria de esperar outra coisa perante o aumento significativo de transferências financeiras para os TUB, as quais permitiram financiar os diversos aumentos de oferta ao longo do corrente ano”.”

in Correio do Minho, 13/11/2014