“Queremos que as pessoas confiem e voltem a andar de autocarro”

“HÁ UMA SEMANA, os Transportes Urbanos de Braga (TUB) estão a funcionar com os horários e carreiras habitualmente designados por ‘dias úteis’, mas a procura ainda é reduzida. A partir de 1 de Junho será necessário título de transporte válido.”

“Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) retomaram, há uma semana, os horários e carreiras habitualmente designados por ‘dias úteis’. Apesar da procura ainda ser “muito reduzida”, o administrador dos TUB, Teotónio Santos, deixa o apelo: “queremos que as pessoas confiem e voltem a andar de autocarro”.

Dentro da “nova e possível realidade”, o administrador dos TUB espera voltar a conquistar a confiança dos bracarenses, de modo a que retomem a sua vida dentro das regras estabelecidas.

“Apesar de todas as dificuldades e perigos continuamos a prestar um serviço único, extraordinário e de grande relevância para os cidadãos, possibilitando a quem tinha de trabalhar o pudesse continuar a fazer”, destacou Teotónio Santos.

Neste momento, os TUB estão a fazer uma campanha de sensibilização e a comunicar às pessoas nas redes sociais e nos jornais locais a retoma dos serviços de segunda a sexta-feira, a oferta de máscara e a higienização dos autocarros. “Apenas ao sábado vigora ainda a oferta de domingo, porque não há muita procura, mas a qualquer momento podemos retomar”, assegurou.

A retoma dos horários e linhas de segunda a sexta-feira teve em conta o regresso de actividade de várias empresas. “Os serviços municipais já estão a funcionar em pleno, as empresas Bosch e Aptiv retomaram os três turnos e o comércio também já reabriu”, justificou o administrador, admitindo que durante a semana passada “ainda não houve muitos clientes”, acreditando que vá “aumentar gradualmente”. Mas Teotónio Santos foi peremptório: “tão cedo não vamos ter nada que se compare ao que era antes desta situação”.

Entretanto, as pessoas vão viajar gratuitamente até ao final do mês, mas a venda dos títulos de transporte já foi retomada nos locais habituais. “A partir do dia 1 de Junho será necessário validar o título de transporte para viajar. Para além disso, só se pode viajar com máscara”, alertou o responsável, adiantando que no carregamento do passe, os TUB estão a oferecer uma máscara descartável por cliente. “Todos os nossos clientes têm que utilizar máscara, é obrigatório. Também a lotação dos autocarros fica limitada a dois terços da sua ocupação total”, assegurou.

Além disso, continuou Teotónio Santos, “os autocarros continuam a ser higienizados e desinfectados, todos os colaboradores têm equipamentos de protecção individual e está a trabalhar-se diariamente no sentido de retomar a actividade possível dentro desta nova vida normal”. Quanto aos números, Teotónio Santos confidenciou que nos últimos dois meses são “muito reduzidos”.

“Neste momento, ainda não temos estimativas, porque também deixamos de solicitar às pessoas a validação do título de transporte e, por isso, não temos os números exactos como o tínhamos até agora”, justificou o administrador, recordando que a receita da venda dos títulos de transporte também foi literalmente zero”. Teotónio Santos foi mais longe: “através dos motoristas, fiscais e revisores que estão na rua a avaliar a operação temos perfeita consciência que a procura foi muito reduzida”.

Agora, os TUB estão a fazer campanha nas redes sociais e nos jornais locais para informar as pessoas. “Queremos passar a mensagem que as pessoas podem ter confiança, que a oferta está a ser retomada e que podem andar de autocarro à vontade”, desafiou.”

in Correio do Minho, 25/05/2020 #recortesdeimprensa #TUB #mobilidade #sustentável #braga