Projetos School Bus e Kiss & Go “Salvam” trânsito junto às escolas

Este ano letivo 2019/2020 o Município de Braga, em parceria com os TUB voltam a promover o projeto “School Bus”, que visa reduzir o congestionamento automóvel no perímetro das escolas da malha urbana da cidade.

Implementado no ano lectivo transacto, o School Bus visa ainda a promoção da mobilidade sustentável, da segurança e da qualidade de vida na envolvente das escolas e nos percursos casa-escola, incentivando ao uso de meios de transporte mais sustentáveis.

Este ano o projeto abrange os seguintes estabelecimentos de ensino: EB 2,3 Francisco Sanches; EB 2, 3 André Soares; Colégio Leonardo da Vinci, Colégio D. Diogo de Sousa, Colégio Teresiano, Conservatório de Música Calouste Gulbenkian.

A ligação a estas escolas é feita a partir das quatro principais entradas de Braga, com interfaces na Av. Robert Smith ( junto ao ‘Minho Center’), em Maximinos (junto ao ‘Continente Bom Dia’), na Variante do Fojo ( junto à ‘Montalegrense’) e junto ao Estádio Municipal.

De cada interface saem autocarros em dois horários: 07h45 (com destino às Escolas André Soares, Francisco Sanches e Conservatório Calouste Gulbenkian) e 08h20 (com destino ao Colégio Leonardo Da Vinci, Colégio D. Diogo de Sousa e Colégio Teresiano).

A utilização deste serviço está sujeita a inscrição prévia, que deve ser efetuada através do seguinte endereço: https:// schoolbus.tub.pt/

Mais de 400 alunos transportados

No ano lectivo anterior, o ‘School Bus’ teve a adesão de mais de 400 alunos. Do ponto de vista ambiental, o projecto conseguiu retirar cerca de 170 veículos das imediações das escolas, representando uma poupança diária calculada de 14 km por cada veículo. Em termos de emissões, a poupança ascendeu a cerca de 165 toneladas de CO2/ano lectivo.

«Neste momento aponta-se para a capacidade do School Bus acolher quase 450 crianças e jovens. Mantêm-se as mesmas zonas. Mas é importante não confundir: o School Bus não é um dispositivo para substituir o transporte escolar, que tem uma dimensão social inalienável e que nós apoiamos e empenhamo-nos de um modo muito firme e veemente», esclareceu o vereador Miguel Bandeira, justificando que «o School Bus foi criado para impedir os chamados “pontos negros” de congestionamentos e tráfico provocados pela recolha e pela largada das crianças pelos pais que os transportavam em automóveis, formando terceiras e quartas filas e criando congestionamento de trânsito nas horas de ponta».

O serviço foi avaliado pelas famílias como “muito bom/excelente” e as próprias escolas vêem com agrado a iniciativa, realçando o seu carácter educativo na criação de hábitos de mobilidade e comportamentais.

Cerca de 98 por cento das famílias inquiridas afirmaram mesmo a intenção de utilizar o projecto “School Bus” no ano lectivo seguinte, salientando o importante auxílio do serviço nas suas rotinas diárias e no cumprimento dos horários familiares.

«Nós estamos em condição de poder atingir, no final deste ano (só depois é que avaliaremos) 374 veículos retirados da via pública sobretudo com as implicações que eles têm, também indiretas, ao nível do congestionamento de trânsito em Braga», esclareceu Miguel Bandeira, adiantando que, sendo o School Bus um dos projectos inseridos no BUILD – Laboratórios Urbanos para a Descarbonização, financiado pelo Fundo Ambiental, a Câmara Municipal de Braga está obrigada à apresentação de resultados em termos de descarbonização, dando resposta aos requisitos da União Europeia, que tem sistemas de observação cada vez mais rigorosos a esse nível.