“TUB já sensibilizaram 11 mil alunos para a mobilidade sustentável”

“Neste ano civil, os Transportes Urbanos de Braga (TUB) pretendem levar o projecto ‘Transportes e Cidadania’ até três mil alunos dos 5.º e 7.º anos das escolas do concelho. Até agora, foram já cerca de 11 mil os jovens sensibilizados para a mobilidade urbana sustentável.

Ontem, associando-se às comemorações da Semana Europeia da Mobilidade e no contexto de início de ano lectivo, os TUB retomaram o projecto na Escola EB 2,3 Frei Caetano Brandão.

Sensibilizar os mais novos para a utilização dos transportes púbicos e dos modos activos (a pé e de bicicleta) incutindo-lhes boas práticas de segurança é o principal objectivo do projecto ‘Transportes e Cidadania’.

O conteúdo de cada acção do ‘Transportes e Cidadania’ nas escolas divide-se em três temáticas. A primeira apresenta a evolução e história dos transportes públicos na cidade de Braga; a segunda dá aos alunos uma perspectiva da tecnologia que os TUB colocam à disposição, como é exemplo o TUB – Mobile; e, numa terceira parte é abordada a temática da segurança e a utilização da bicicleta, sendo incutidas boas práticas e vários conselhos no sentido de consciencializar os alunos para os perigos, quando são adoptados comportamentos inadequados.

O projecto ‘Transportes e Cidadania’ está no terreno desde 2015, tendo chegado já a cerca de 11 mil alunos de 364 turmas das escolas públicas e privadas do concelho.

Ao arranque da edição deste ano lectivo associaram-se a vereadora da Educação, Lídia Dias, e os administradores dos TUB, Teotónio dos Santos e Sandra Cerqueira.

Lídia Dias realçou aos alunos que “somos todos importantes na demanda de termos uma cidade mais limpa e mais amiga do ambiente”.

A vereadora considerou que “faz todo o sentido” dinamizar estas acções de sensibilização junto dos mais novos, na medida em que o processo da cultura para a mobilidade sustentável deve começar desde muito cedo, ainda no ensino básico, à semelhança daquilo que se fez e continua a fazer com a reciclagem.

Também o director do Agrupamento de Escolas de Maximinos assistiu à apresentação. Joaquim da Silva Gomes, autor de livros e crónicas sobre a história de Braga, aproveitou para lançar um desafio aos TUB e ao Município: “se houver possibilidade, pensem no regresso do eléctrico às ruas de Braga. Todos ficariam a ganhar, não só os bracarenses, mas também os turistas”.

Joaquim da Silva Gomes agradeceu ainda aos TUB e à Câmara por terem escolhido a Frei Caetano Brandão para o arranque do projecto neste ano lectivo e deixou elogios à empresa municipal: “os TUB têm demonstrado que estão ao nível das grandes empresas de transportes urbanos da Europa”.”

in Correio do Minho, 21/09/2019