“TUB antecipam crescimento de passageiros em ano de investimento de 10 milhões”

“A administração dos Transportes Urbanos de Braga está convicta de que o investimento de 10 milhões de euros na renovação de um terço da frota vai traduzirse no crescimento do número de passageiros, por força da melhoria da qualidade e do conforto das viaturas que vão ser compradas em 2019 e em 2020.

A convicção de que a renovação de um terço da frota dos Transportes Urbanos de Braga (TUB) vai conduzir a uma maior procura dos serviços prestados pela transportadora municipal foi expressa ontem pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, que preside ao conselho de administração da empresa. «Embora saibamos que 2019 vai ser um ano com maiores desafios, por força do grande investimento que vamos fazer, perspetivamos a continuidade do crescimento da empresa. A renovação de praticamente um terço da frota vai trazer mais utentes aos TUB e aumentar o volume de negócios», disse Firmino Marques.

O responsável, que falava à margem da conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2018, precisou que desde o ano em curso e até ao final de 2020, os TUB vão investir «cerca de 10 milhões de euros» na aquisição de 32 novas viaturas. Sete autocarros vão ser 100 por cento elétricos e os 25 restantes 25 movidos a gás natural.

A empresa vai ainda investir na criação de sete pontos de carregamentos elétricos e numa estação de abastecimento de gás natural.

Firmino Marques considera que «a política de investimento centrado na melhoria da qualidade dos serviços vai merecer uma maior confiança do público alvo dos TUB, que é a empresa de transportes públicos com o grau de satisfação dos passageiros mais elevado do país, conforme revelou um estudo da DECO». Dados que levam o autarca a vincar que «os bracarenses têm que acreditar nos seus transporte público».”

“Cinco anos de lucros sem aumento dos preços “

“O administrador executivo dos Transportes Urbanos de Braga (TUB), Teotónio Santos, destacou ontem o facto de a empresa municipal ter gerado lucros pelo quinto ano consecutivo e ter conseguido aumentar o número de pasageiros, sem que tivesse aumentado o preço dos títulos de transporte, desde 2013. Falando na apresentação dos resultados relativos à gestão de 2018, o responsável revelou que os TUB tiveram um resultado positivo líquido de 37,2 mil euros. O saldo, que ficou abaixo dos 98,7 mil euros que foram previstos no orçamento, incorpora o aumento de benefícios a alunos do ensino secundário e medidas especiais que permitiram que o titular de um passa social pudesse viajar com um acompanhante, aos fins-de-semana e feriados.

Os números avançados por Teotónio Santos deram conta que a transportadora municipal ultrapassou os 11,9 milhões de passageiros, registando um crescimento de 2,3 por cento face ao ano anterior. A receita arrecadada com a venda de títulos subiu para os 6,2 milhões de euros, sendo que o montante gerado pelos alugueres superou o meio milhão de euros.

Contas feitas, os TUB tiveram uma receita total na casa dos 6,8 milhões de euros, valor que traduz um crescimento na ordem dos quatro pontos percentuais, na comparação com a gestão de 2017. “

in Diário do Minho, 10/04/2019 #TUB #mobilidade #sustentável #recortesdeimprensa