“Demolição do último prédio no Bairro dos Falcões abre caminho aos TUB”

“A DEMOLIÇÃO do último prédio no bairro social dos Falcões encerra um longo processo de saída dos moradores e abre agora caminho aos Transportes Urbanos de Braga (TUB), permitindo a expansão do Parque de Material e Oficinas.

A demolição do último prédio no bairro social dos Falcões encerra um longo processo de saída dos moradores e abre agora caminho aos Transportes Urbanos de Braga (TUB), permitindo a expansão do Parque de Material e Oficinas.

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, realça a importância da conclusão deste processo de um bairro que “não era, propriamente, um exemplo do ponto de vista das condições habitacionais para os seus residentes”, sublinhando a “opção pela extinção do bairro” que foi “uma boa solução para as pessoas que ali residiam e também para melhorar o enquadramento de toda a zona envolvente”.

Rio dá nota ainda que “a demoliçao desses blocos vem criar as condições para que a BragaHabit – Empresa Municipal de Habitação de Braga, que é detentora desses blocos, possa cumprir com o negócio que concretizou com os TUB que é de entregar aquele terreno para a criação da zona do parque de viaturas e de manutenção dos Transportes Urbanos de Braga”, sublinhando a importância desta “expansão do parque de viaturas dos TUB que revela a ambição e o crescimento que os Transportes Urbanos de Braga tem registado e vem responder a uma necessidade que as actuais instalações já não respondiam”.

De salientar que a demolição do primeiro dos três blocos habitacionais do Bairro Social Ponte dos Falcões começou em Setembro de 2017, arrastou-se por mais de dois anos com a demolição do último esta semana.

O realojamento dos moradores foi também um processo longo e difícil que obrigou a uma gestão complexa por parte da BragaHabit de inserção dos agregados familiares.

Concluído o processo de demolição do bairro social dos Falcões, os terrenos serão, posteriormente, utilizados pelos Transportes Urbanos de Braga para a expansão do parque desta empresa municipal.”

in Correio do Minho, 02/04/2019 #TUB #mobilidade #sustentável