“Francisco Sanches debate transportes e cidadania”

Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) deram início ao projeto de sensibilização para a mobilidade urbana sustentável denominado “Transportes e Cidadania”, dirigido às escolas EB 2,3 do concelho de Braga, integrado na celebração da Semana Europeia da Mobilidade.

As ações de sensibilização tiveram início quarta-ferira na EB 2,3 Francisco Sanches, para 6 turmas do 5.º ano abrangendo um total de 150 alunos e seus professores.

A iniciativa visa sensibilizar os alunos para a importância de utilizar o transporte público do ponto de vista do ambiente e da sustentabilidade.

Sensibilizar os mais novos para a utilização dos transportes públicos e incutir-lhes boas práticas de segurança são os grandes objetivos da campanha que os TUB desenvolvem nas escolas dos 2.º e 3.ºciclos do concelho, abrangendo alunos em idade de começarem a deslocar-se de forma autónoma.

Em comunicado, os TUB referem que este projeto é mais um exemplo das boas práticas, inspirado no modelo adotado pela cidade alemã de Bremen, vencedora do Prémio Mobilidade Urbana, concedido pela Comissão Europeia.

O processo da cultura de mobilidade sustentável começa muito cedo, ainda no ensino básico, e os TUB, conscientes desta realidade, disponibilizaram-se, desde a primeira hora, para responder à preocupação manifestada pelos pais em sede de Conselho Municipal de Educação, respondendo, desde o ano de 2015, com várias ações de sensibilização que, até ao momento, já chegaram a cerca de 8 mil jovens alunos do concelho de Braga.

Dos mais de 50 mil passageiros transportados diariamente pelos TUB, cerca de 15 mil são alunos do concelho.

A ação de sensibilização para o uso de transportes públicos está integrada no âmbito da aula de “Oferta Complementar”.

História dos transportes públicos

Os mais jovens ficaram a conhecer a história dos transportes públicos que chegaram a Braga em 1874. O carro americano (introduzido em 1875), o elevador do Bom Jesus (em funcionamento desde 1882) e o troleicarro, que funcionou entre os anos de 1963 e 1979, foram os meios de transporte utilizados na cidade até, em fevereiro de 1982, chegarem os TUB.

TUB Mobile

A vertente tecnológica também é abordada, nomeadamente a página dos TUB na internet, a presença da empresa nas redes sociais e a aplicação “TUB Mobile”, através da qual todos podem aceder, de forma rápida e gratuita, aos horários dos autocarros e carreiras existentes.

O projeto abordou ainda o tema da mobilidade ciclável, com a demonstração prática através da utilização de uma bicicleta desdobrável. Nesta matéria é abordada a entrada e saída do autocarro com uma bicicleta deste género, mas sobretudo os comportamentos a adotar na via pública por forma a garantir a segurança e não colocar em causa a vulnerabilidade destes utilizadores.

in Diário do Minho, 21 de setembro de 2018