“TUB registam aumento constante na procura da Linha 74 das Camélias-Hospital”

“Número de passageiros transportados em 2017 corresponde a 7,53 por cento de toda a rede”

“A Linha 74 dos Transportes Urbanos de Braga – TUB, que liga as Camélias ao Hospital, tem registado, segundo os dados da empresa municipal, um aumento constante da procura, ao ponto de ser já considerada a que mais passageiros transportou em 2017.

Em comunicado, os TUB fazem, por isso, um balanço positivo desta linha que foi melhorada e reforçada há quatro anos. A empresa explica que foi a 1 de julho de 2014 que a oferta foi aumentada nesta linha, com a afetação de mais dois autocarros e quatro motoristas por dia, passando a frequência para 15 minutos.

Assim, desde essa data, são quatro os autocarros e oito motoristas que estão afetos nesta linha e que percorrem diariamente mais de 800 quilómetros.

Por outro lado, os TUB dizem ter também implementado uma oferta que opera com a frequência de uma hora aos sábados, domingos e feriados.

E, no que diz respeito a números, no ano passado os TUB garantem que foram transportados na Linha 74 um total de 877 992 passageiros, o que corresponde a 7,53% do total dos utentes transportados em toda a rede da empresa. Este valor, acrescenta, corresponde ainda a um aumento de 122 por cento relativamente a 2013 em que foram transportados 393 737 passageiros.

Depois das melhorias introduzidas em 2014, o interesse e a procura por esta linha registaram um aumento constante e, atualmente, são 3800 os passageiros que viajam nos dias úteis nesta linha. Os TUB recordam que a Linha 74 serve a zona das Camélias, o Fujacal, a Secundária D. Maria II, o centro da cidade e a freguesia de S. Victor, nomeadamente a rua de S. Victor, a rua D. Pedro V e o Bairro da Alegria, terminando no Hospital.

A empresa sublinha que o seu objetivo não é apenas reter os atuais clientes, mas também captar novos utentes.

António Gama, diretor comercial da empresa afirma que os TUB vão continuar a promover a mobilidade sustentável.”

in Diário do Minho, 02/07/2018 #TUB #mobilidade #sustentavel #recortesdeimprensa