“Mais viaturas e novas instalações são os grandes desafios futuros”

“A “MUDANÇA” DE IMAGEM dos Transportes Públicos de Braga nos últimos anos foi elogiada, ontem, durante a apresentação dos resultados da empresa municipal. Presidente da Câmara de Braga diz que agora o foco está na melhoraria da frota e instalações.”

“O presidente da Câmara Municipal de Braga diz que a “imagem” dos Transportes Urbanos de Braga (TUB) “mudou muito” nos últimos anos e sempre com “crescimento” tanto em passageiros como em receitas. A renovação da frota e as novas instalações são, agora, os grandes desafios da empresa municipal, que já no próximo mês de Junho espera ter em circulação seis novos autocarros eléctricos.

Ricardo Rio indicou que no mandato anterior a aposta foi mais nos “cuidados paliativos” da frota, mas que a aquisição das seis viaturas eléctricas e perspectivando- se até o aumento destes veículos, se enceta finalmente a necessária “reforma dos TUB”. “A candidatura a fundos comunitários foi aprovada para a aquisição destas seis viaturas, mas se viermos a obter mais financiamento vamos alargar o número de autocarros a adquirir”, garantiu.

Para o autarca bracarense estes novos veículos “abrem portas” a novas soluções na circulação, apontando para um relacionamento diferente com a Universidade do Minho – uma área que considera estar “em crescimento”.

A meia dúzia de veículos eléctricos que estará já em circulação em Junho próximo, vai substituir veículos antigos, sobretudo nas zonas mais centrais da cidade, antevendo-se como resultado prático “um menor grau de poluição” em beneficío da população.

Com o objectivo de “dar excelentes condições de trabalho para a TUB cumprir a sua missão”, as novas instalações são, hoje, mais do que uma necessidade. É por isso mesmo que a Câmara Municipal de Braga está empenhada no projecto que está previsto instalar no Bairro dos Falcões – o Centro de Operações e Mobilidade, que se perspectiva que esteja pronto em 2022.

“Neste momento estamos em negociação com os últimos moradores da Ponte dos Falcões, onde várias famílias foram sendo paulatinamente realojadas e a Bragahabit está agora a concluir esse processo”, explicou o presidente da Câmara de Braga, indicando que se estima que esse capítulo fique encerrado ainda durante a primeira metade do ano. “Assim que o processo fique concluído avançaremos de imediato para o resto da demolição e, a partir daí, arrancam as obras”, garantiu o edil.”

“Quanto ao aviso de pré-greve a feriados e horas extra”

“Rio lança repto a sindicatos”

“Ricardo Rio lançou, ontem, um repto às estruturas sindicais dos Transportes Urbanos de Braga para que abandonem a declaração de greve pré-anunciada – acusando que essa é uma acção “fortemente penalizadora para os cidadãos bracarenses, sobretudo, para os da periferia”.

O presidente da Câmara Municipal de Braga pediu o “esforço solidário” de todos para ultrapassar “um problema” que, a seu ver, tanto “prejudica os cidadãos”.

“Este grau de incerteza pareceme completamente desajustada daí que tem que se exigir um esforço solidário para não prejudicar os cidadãos”, disse.

Recorde-se que a autarquia bracarense avançou com a possibilidade das 35 horas semanais e os TUB optaram por reduzir 15 minutos no horário de cada um dos colaboradores, sendo que já no início deste mês esse tempo foi aumentado para os 30 minutos para todos os colaboradores de direito privado dentro da empresa.

“Obviamente que este é um processo que continuaremos a acelerar no futuro, assim os resultados continuem também a corresponder”, garantiu o edil bracarense.”

in Correio do Minho, 07/03/2018 #TUB #mobilidade #sustentavel