“TUB transporta 50 mil passageiros em vários dias no mês de Outubro”

“NOS ÚLTIMOS QUATRO ANOS, os TUB têm vindo a aumentar de forma “consistente” o número de passageiros transportados. Administrador da empresa revela mesmo que só no dia 10 de Outubro viajaram nos autocarros mais de 52 mil pessoas.”

“Outubro foi sinónimo de mês de recordes para os Transportes Urbanos de Braga (TUB). Por diversas vezes, mais de 50 mil passageiros foram transportados num só dia. “Chegamos inclusivamente, no dia 10 de Outubro, a transportar mais de 52 mil passageiros”, adiantou o administrador da empresa municipal, Teotónio dos Santos, confirmando que, nos últimos quatros anos, os TUB têm vindo “a aumentar de forma consistente o número de passageiros transportados”.

Teotónio dos Santos, que escrevia no editorial da edição de Setembro/Outubro do jornal TUB, confirmou que os passageiros “são mais de 14 por cento desde 2013 e mais de 5 por cento só no ano de 2017.

Ainda em Outubro, continuou aquele responsável, “foram ultrapassados num só dia os 4100 passageiros na linha 74 Camélias- Hospital. Já na linha 95 Minho Center-Nova Arcada foram superados os 3400 passageiros e na linha 96 Hotel Lamaçães – E. Leclerc, com pouco mais de um mês de operação, já se ultrapassou, num só dia, os 1200 passageiros”.

Ainda no mesmo jornal bimestral, o administrador dos TUB vai mais longe: “estamos atentos à vida da cidade e à sua dinâmica. Procuramos antecipar e responder às suas necessidades”. Para tal, em quatro anos, os TUB admitiu 65 motoristas e “os cidadãos, por seu turno, têm vindo a percepcionar essa melhoria e a optar pelos serviços da empresa municipal”.
Teotónio dos Santos deixou ainda o desafio: “cabe-nos pois, a todos, continuar a melhorar o serviço, na área comercial, nos motoristas, no planeamento, nos recursos humanos, na área financeira, todos temos de continuar a melhorar o nosso trabalho individual e colectivo. É imprescindível continuar a crescer e a aumentar o número de clientes”.

Só assim será possível, pode ler-se ainda no editorial do jornal dos TUB, “continuar a reduzir o transporte individual, reduzir as emissões poluentes na nossa cidade, reduzir a despesa das famílias, melhorar os resultados da nossa empresa e continuar a criar emprego”.

Este “crescimento contínuo” do número de passageiros transportados pelos autocarros deve- -se também, acrescentou o administrador, às inúmeras campanhas que se se têm realizado junto de potenciais clientes, bem como à melhoria de serviços e diversidade de produtos.”

“+ inovação”

“A interoperabilidade e a implementação entre os diversos sistemas de informação é o mote para o centro nervoso da cidade, em que os sistemas já em testes nos diversos projectos vão permitir manter a cidade conectada e alimentar uma nova mobilidade digital.

Esta capacidade de colaboração permitirá a sincronização do esforço, facilidade na auditoria, participação e tomada de decisão suportada pela informação.”

in Correio do Minho, 06/11/2017 #TUB #recortesdeimprensa #mobilidade #sustentavel