“Mais de metade dos clientes satisfeitos com serviço dos TUB”

“ESTUDO realizado pela Escola de Economia e Gestão da UMinho, o maior realizado até agora na região sobre o sector, indica ainda que a perspectiva de evolução de utilização dos TUB é também animadora.”

“Mais de metade dos clientes dos Transportes Urbanos de Braga (TUB) estão satisfeitos com o serviço prestados pela empresa municipal. Os dados são de um estudo realizado pela Escola de Economia e Gestão da UMinho (ECG) – o maior da região sobre o sector – que pretendeu medir o grau de satisfação dos clientes dos TUB.

Com uma amostra que ultrapassou os 2500 inquiridos, o estudo, apresentado ontem no último ‘Pequeno Almoço Com…’ do actual mandato, incluiu clientes e não clientes da transportadora o que permitiu aos investigadores analisar o potencial de crescimento da empresa, sustentando decisões futuras.

A disponibilidade do serviço (frequência, fiabilidade e o horários de funcionamento), o conforto e a segurança foram as variáveis que mais influenciaram a satisfação dos clientes. Por sua vez, o ambiente e sustentabilidade foram as menos determinantes para a obtenção destes resultados. Neste estudo foram avaliadas 12 linhas.

Baptista da Costa, administrador dos TUB/EM frisou, em primeiro lugar, a importância da investigação para a tomada de decisões. “Estes estudos permitem saber exactamente o que o mercado pensa de nós para melhorarmos e dar-nos aos clientes o que eles querem”, diz o administrador, avançando que este é o primeiro de um grande estudo que dará origem a outros “estudos constantes”.

“Todas as decisões e ajustes terão de ser sempre feitos na base do conhecimento”, continua o responsável.

Baptista da Costa confessa a sua surpresa perante alguns dos indicadores apontados pelos estudo, nomeadamente o grau de satisfação dos clientes e o potencial de crescimento da empresa.

“Pensava que os nossos clientes estariam bem menos satisfeitos”, revela o dirigente, acrescentando que “as nossas preocupações com o ambiente estão muito acima das dos nossos clientes”, garantindo que essa área continuará a ser uma aposta da empresa.

Joaquim Silva, docente do departamento de Gestão da UMinho e um dos responsáveis pelo trabalho apresentado frisou que este estudo tem na sua base uma comparação Benchmarking com outros sistemas de transporte, facto que permite ter uma perspectiva comparativa da realidade bracarense com outras cidades europeias.

O docente avança que os índices de satisfação obtidos neste estudo, tendo em conta que os TUB são a única transportadora a operar na cidade e a vontade de recomendação manifestada pelos inquiridos é alta, são “bastante bons e até melhores em diversos indicadores do que os obtidos em outros países europeus”, surgindo no seguimento do esforço que a empresa fez no sentido de melhorar os seus serviços.

Marco Escadas, docente da ECG e outro dos responsáveis deste estudo, diz que as dimensões que os clientes mais valorizam são aqueles a que atribuem melhor avaliação aos TUB/EM, “o que quer dizer as decisões estão a ser tomadas em conformidade com o que é valorizado pelo mercado”.

O responsável diz ainda que os dados demonstram não só que a satisfação média dos utilizadores é significativamente positiva, como o nível de recomendação obtido.

Segundo os dados, a evolução futura no que diz respeito à utilização dos transportes públicas é muito animadora, sobretudo entre estudantes.”

in Correio do Minho, 22/09/2017 #TUB #recortesdeimprensa #mobilidade #sustentável