“Interfaces de transporte”

dm160920-9

“Um interface é uma infraestrutura de uma rede de transportes onde o passageiro inicia ou termina o seu percurso, faz ligação entre diferentes linhas do mesmo modo de transporte ou muda de modo de transporte. Desde 2014 que os TUB têm vindo a introduzir este conceito na Cidade.

Os Interfaces, estrategicamente colocados, na Avenida Robert Smith, no Estádio Municipal e no E’ Leclerc, têm tido uma procura crescente permitindo o acesso de forma fácil e cómoda aos principais eventos da cidade, nomeadamente, Semana Santa, Braga Romana, São João, Noite Branca e Época Natalícia. Estes interfaces com estacionamento gratuito para as viaturas ligeiras, com perceção de segurança para os seus utilizadores, boa informação para os clientes, com elevada frequência de transporte publico e um preço reduzidos são elementos imprescindí- veis para a promoção da Mobilidade Sustentável.

Historicamente, os interfaces mais importantes na Cidade são a Estação do caminho de ferro e a Central de Camionagem.

Estação do caminho de ferro
A Estação Ferroviária de Braga foi inaugurada em maio de 1875 e nesse mesmo ano foi introduzido o Carro Americano, de tração animal, que fazia a ligação entre a Estação e o centro da Cidade.

Foi alvo de obras de modernização em 2004 e hoje é um dos principais polos geradores de mobilidade da região.

Da Estação de Braga inicia-se a ligação à rede ferroviária nacional, em via duplicada e eletrificada, que liga Braga e Lisboa com 16 ligações diárias e no troço entre Braga e o Porto circulam hoje, diariamente, cerca de 5000 passageiros.

Hoje a ligação da Estação à Cidade é feita pelos TUB.
Na Estação de Braga os TUB dispõem de posto de venda de títulos de transporte e de uma oferta de mais de 650 viagens diárias onde se destacam duas linhas que nos ligam ao centro da Cidade, à Central de Camionagem, à Universidade do Minho e ao Hospital, com frequência de 15 minutos, e cujos horários revelam já uma complementaridade funcional entre o transporte publico rodoviário e ferroviário.

Asseguramos informação, acessibilidade e disponibilidade.

Promovemos o transporte público e a articulação com os outros modos de transporte.

Criamos um ecossistema favorável.

Central de Camionagem

A central de camionagem, na Avenida General Norton de Matos é um equipamento fundamental para a ligação entre o transporte rodoviário interurbano e urbano. Este equipamento, bem localizado no centro da Cidade, é um polo dinamizador das atividades económicas na sua envolvente, nomeadamente a Rua dos Chãos, permitindo, ainda, um fácil acesso ao Mercado Municipal.

Neste local faz-se a interligação da rede interurbana dos operadores privados (Arriva, AVIC, Empresa Hoteleira do Gerês, Esteves Braga e Andrea, Salvador, Transdev e Verde Minho) com a rede urbana operada pelos Transportes Urbanos de Braga.

É, ainda, a partir deste ponto da cidade que Braga se liga ao Aeroporto, em autocarro, através da GetBus com 20 ligações diárias.

A central de camionagem em Braga, de onde partem diariamente 233 carreiras e chegam 211 carreiras regulares, é um local de grande complementaridade.

É um local decisivo na promoção da Mobilidade Sustentável e dos negócios da cidade. Neste interface a complementaridade funcional é já uma realidade.

Os TUB dispõem neste equipamento de uma loja – Loja da Mobilidade – onde é possível obter informações, conhecer a oferta disponível e adquirir títulos de transporte.

Na oferta destaca-se a linha (87), com uma frequência de 15 minutos, que nos liga de forma fácil e confortável a vários pontos da Cidade entre os quais a Estacão do caminho de ferro e o Hospital de Braga.

Com articulação e complementaridade promovemos o transporte público rodoviário: urbano e interurbano. Valorizamos as existências e construímos o futuro.”

in Diário do Minho, 20/09/2016 #tub #mobilidade #sustentável