“Autocarros coexistem com os Peões”

tub_suplemento_19_09_16-6

“De forma a melhorar o serviço prestado aos cidadãos e a todos aqueles que visitam a nossa cidade, implementamos um novo circuito turístico. A partilha do espaço pedonal entre o Transporte Coletivo e os Peões iniciou-se em 2014 tendo vindo a ser efetuada com sucesso. Esta coexistência permitiu demonstrar que em Braga, como em muitas outras cidades da Europa com Centros Históricos delicados, esta partilha pode acontecer sem qualquer tipo de problemas.”

“Clientes”
“Ao contrário de outros operadores do setor, invertemos, a partir de 2014, a tendência de queda de passageiros transportados.
Em 2014 e 2015 aumentamos em mais de 5% os passageiros transportados e a faturação em mais de 4%, sem aumento de tarifário ou de frota.”
O aumento do volume de vendas evidencia que há captação de novos clientes que pagam os seus títulos de transporte.
Em 2016 a tendência crescente de passageiros transportados e de faturação mantem-se.”

“Tarifário”
“Desde 2014 o tarifário dos TUB não sofreu qualquer aumento e foram ainda alargados os benefícios em algumas das modalidades praticadas. Estes benefícios consistiram na redução em vinte cêntimos do bilhete de bordo com transbordo, bem como uma redução de cinquenta por cento no custo do cartão de passe, que passou de seis para três euros. O custo do cartão pré-comprado foi reduzido em trinta por cento, passando de um euro e quarenta cêntimos para um euro. Mantiveram-se os descontos aos estudantes, aos reformados, aos deficientes e aos munícipes carenciados.
Foram eliminadas restrições aos estudantes e reformados.”

“Melhoria na oferta”
“linha 74 que atravessa a cidade de Braga entre a zona das Camélias e o Hospital, é uma das agora três linhas que possuem frequência de 15 minutos. Esta frequência permite ter uma oferta quase permanente dos autocarros. Para além disso as linhas que servem o Hospital sofreram um ajustamento, o que permitiu melhorar o serviço público de transportes.”

“linha 87 liga a Central de Camionagem, estrategicamente colocada no centro da cidade, ao Hospital e à Estação da CP e possui, desde 2015, uma frequência de 15 minutos.”

“linha 94 com uma frequência de trinta minutos nos dias úteis, num total de 28 viagens diárias liga a Ponte Pedrinha a Montélios. Esta linha tem início numa zona densamente povoada onde há mais de dois mil e duzentos habitantes, aos quais acrescem dois mil trabalhadores do Complexo Bosch. A linha que cruza o centro da cidade liga duas zonas em Cul-de-Sac, Montélios e Ponte Pedrinha, mitigando assim, através da Mobilidade, um problema de ordenamento urbanístico.”

“linha 95 é a primeira linha dos TUB que circula todos os dias do ano com a mesma frequência de 20 minutos. Esta linha tem início e fim em centros comerciais periféricos ligando-os, passando pelo centro da cidade, a central de camionagem e a estação da CP.”

in Suplemento “ESTAMOS PRESENTES”, 19/09/2016 #TUB #mobilidade #sustentável